9 COMENTÁRIOS

Deixe um comentário Seu endereço de email não será publicado.

  1. @Sergio
    Este processo não caracteriza ser Black Hat SEO, pois somente seu clientes enviam link para seu site. Era necessário que o processo fosse mútuo para ser passível de punição. Continue com o bom trabalho de Otimização de Sites e seu pagerank irá aumentar cada vez mais!
    Um Abraço

  2. @Mentalidade
    É necessário ter cautela no processo de direcionamento de links. Como citado, a prática de troca de links é uma técnica black hat SEO cabível de punição e deve ser evitada. É necessário somente ter certos cuidados neste processo de linkagem de sites afiliados com as devidas tags, para não dar relevância a uma punição.
    Um abraço

  3. Sérgio Ronei disse:

    Olá Galera!!!

    Surge agora uma questão. Trabalho com webdesign e Seo. Todos os nossos projetos estão apontando para o nosso site. É site de vinícolas, confecção, hotéis… nada a ver com webdesign. E piór e que o link que aponta está sempre no rodapé. ou seja, todas as internas apontam para o nosso site. (sem contar que temos alguns sites de jornais… tem casos em que mais de 1000 internas de um site aponta para o nosso).

    Neste caso, o que vocês aconselham? O Google considera esta uma técnica de black hat seo? (nosso page rank é 4)

  4. MENTALIDADE disse:

    O problema é que dessa forma fica difícil conseguir mais popoularidade no gogle, já que quase qualquer troca de links, se considera black hat. *link*

  5. Olá DeathVult, concordo com você plenamente, se o seu site tem conteúdo relevante, dispõe de ótima usabilidade para o usuário, ou seja, seja um site de qualidade, obviamente o retorno é imediato. É necessário sim um trabalho de otimização de sites, pois do que adianta um site de qualidade que ninguém consegue “ver”. Mas também os resultados vêm com o tempo, basta continuar com o bom trabalho. E realmente as avaliações humanas são um ótimo indício.
    Grande abraço, e obrigado pelo comentário!

  6. DeathVult disse:

    Não há necessidade de fazer todo um esforço para ficar bem cadastrado, se seu site tem as ferramentas corretas, se o conteúdo for bom, ou for exclusivo, ele já vai ficar bem indexado.
    Estas técnicas no final só resultam e perda de tempo e dinheiro.
    Quem sai perdendo é o usuario que acaba sendo induzido para um site que não tem nada a ver com o que estava buscando.
    Por isso acho importante sites como o stumbleupon e o digg que condicionam a relevância do conteúdo a partir de avaliações humanas.
    Grande matéria parabéns!

  7. Olá Rodrigo Porto

    Essa sua dúvida é uma dúvida muito comum entre os blogueiros e webmasters. Muitas vezes fica dificil para as search engines determinar o que é e o que não é um Black Hat, por isso elas sempre adotam a política de só punir Black Hats e cheats comprovados.

    Fazer e receber links não é e nunca foi perigoso ( é uma prática muito saudavel inclusive ) o problema ocorre quando há uma tentativa de manipulação, por exemplo: você além de estar no blogroll de todas estas pessoas que você fez um link você também toda semana ou todo dia, começar a receber um link deles e fazer um link também para inflar a quantidade de links, ou seja, todos começam a trabalhar para aumentar a quantidade de links um do outro, isso sim é uma Link Farm.

    De resto não precisa se preocupar Rodrigo 🙂

  8. Blogando 2.0 disse:

    Já ia me esquecendo…meu blog fala sobre tecnologia, sobre programação web, hardware,novidades e orkut…

  9. Olá galera eu estou fazendo esta semana vários posts falando sobre os blogs mais interessantes na internet
    e estarei linkando estes blogs em meus posts…

    eu gostaria de saber o seguinte:

    Será que cada link para determinado blog em cada post..
    será caracterizado pelo google como black hat…essa semana eu fui linkado por um blog que tem page rank 4..
    mas o link está na área blogroll será que este link poderia se tornar um black hat ou link farm, se eu começar a receber links de muitos blogs eu poderei ser punido pelo google?
    abraços….
    sucesso a todos